TwitterFacebookYoutubeInstagram

folder Histórico

Para construção e estruturação nacional da BNCC, o MEC deu início ao processo em 2015, com a realização de consulta pública para a construção das versões iniciais e seminários nacionais com professores, gestores e especialistas. Em Santa Catarina, ações complementaram os encaminhamentos nacionais, a saber:

  • Sistematização de estudos realizados anteriormente, em um seminário com profissionais da educação catarinense, realizado no mês de julho de 2016 em Florianópolis, e que contou com a participação de cerca de 300 pessoas, sendo 70% de professores atuantes em sala de aula. Essa contribuição foi encaminhada ao Comitê Gestor Nacional CONSED/UNDIME, que fez a entrega ao MEC.
  • Organização de curso de formação continuada com a participação do Conselho Estadual de Educação/CEE, Fundação Catarinense de Educação Especial/FCEE, Coordenadoria Regional da Grande Florianópolis, Instituto Estadual de Educação/IEE, Gerentes e Técnicos da SED, para analisar 3ª versão da BNCC pelo MEC (divulgada em abril de 2017), que resultou na produção de um documento contendo os pontos de atenção em relação ao documento, com a intenção de contribuir com o movimento nacional.
  • Instituição do Regime de Colaboração com as 295 redes municipais de ensino do estado de Santa Catarina, representadas pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação/UNDIME/SC, e constituição das comissões Estratégica, Executiva e Estadual de Mobilização e Implementação da BNCC (a partir da homologação da última versão da BNCC, em dezembro de 2017).
  • Produção do Termo de referência PAR nº 201800107-3, aprovado pelo MEC/FNDE, com plano de trabalho para construção e implementação para 2018;
  • Início do processo de escrita da Versão Zero do Currículo Base da Educação Infantil e Ensino Fundamental do Território Catarinense a partir da BNCC nacional;
  • Envio da Versão Zero às escolas catarinenses para que estas contribuíssem com o documento, processo que teve a participação de unidades escolares de 191 municípios;
  • Sistematização, pelos redatores, das constribuições enviadas pelas escolas;
  • Lançamento de edital para o processo de seleção de profissionais da educação pública para participação em ciclo de seminários para a construção do Currículo Base da Educação Infantil e Ensino Fundamental do Território Catarinense;
  • Consulta pública da Versão Preliminar via plataforma do MEC;
  • Formação dos redatores, sob coordenação de consultora contratada, para a construção da 2ª Versão Preliminar do Currículo;
  • Cancelamento, pelo Comitê Executivo, dos Seminários para a construção da versão final do Currículo.
  • Entrega da Versão Preliminar ao Conselho Estadual de Educação/CEE