A- A A+

IMG 5584A Escola de Educação Básica Emília Boos Laus Schimidt do município de Saltinho será reformada. A ordem de serviço assinada na tarde desta última sexta-feira 12, confirma o início da reforma que contemplará o valor total de R$ 388.983,90 e será realizada pela empresa F Sigma Construtora Eireli, vencedora do processo licitatório.

Com 43 anos de história a escola atende 350 alunos e está localizada no centro do município. De acordo com o secretário executivo, Jonas Dall´Agnol, a reforma contribuirá com toda a comunidade. “Essa reforma é de extrema necessidade, precisamos de qualidade na infraestrutura das escolas públicas, porque investimento na educação é contribuir com o futuro dos nossos estudantes”.

O diretor da escola, Cleiton Magedanz afirma que esta reforma foi um desejo de toda a comunidade e que muitas pessoas contribuíram para esta conquista. “Toda a comunidade escolar está feliz com a reforma, assim poderemos proporcionar condições ainda melhores de estudo aos nossos alunos”.

Leia mais...

Ordem de serviço EEB MaestroA ordem de serviço para troca de cobertura e do piso do Ginásio de Esportes da EEB Maestro Heitor Villa Lobos, da comunidade de Taiozinho, em Rio do Campo, foi assinada na Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), na tarde desta sexta-feira, 12. O investimento do Governo do Estado é de R$ 136,8 mil e a empresa responsável tem prazo de 90 dias para execução.

“O último ano foi de muito trabalho e teve como resultado a conquista de obras e ações importantes na área da Educação. Para este ano já temos a primeira demanda sendo atendida, que vai beneficiar os 138 alunos matriculados na unidade de ensino”, destacou o secretário executivo Jardel Fronza. 

Leia mais...

21 11 Entrega de Ônibus CIC Thiago MArthendal 1Em 2017 a Secretaria de Estado da Educação fechou mais um ano de sucesso com os 289 municípios catarinenses parceiros na oferta de transporte escolar gratuito e de qualidade aos estudantes catarinenses. Foram mais de 130 mil alunos que ao longo do ano letivo foram atendidos por este trabalho que busca oferecer segurança e comodidade no deslocamento de estudantes de todas as idades e, principalmente, viabilizar a educação para aqueles que moram nas regiões mais remotas de nosso Estado.

Oferecido em quase a totalidade dos municípios de Santa Catarina o programa é fruto do trabalho conjunto do Governo do Estado com a Prefeituras Municipais. Este ano foram repassados cerca de R$80 milhões às Prefeituras para despesas com o transporte escolar. Além deste investimento, o Governo do Estado aplicou recursos na modernização da frota de ônibus de algumas destas cidades.

Em novembro a Secretaria de Educação entregou 10 ônibus escolares para prefeitos de diferentes municípios catarinenses. Os veículos foram adquiridos com recursos repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) por meio do Plano de Ações Articuladas (PAR) e já estão sendo utilizados para transporte de alunos das redes municipais e estadual de educação. Cada veículo custou R$ 238 mil, sendo investido R$2.380.000,00. Os municípios que receberam os ônibus são: Ascurra, Caçador, Garuva, José Boiteux, Lages, Luís Alves, Rio Rufino, Salete, Santa Rosa do Sul e Santa Teresinha do Progresso.

Leia mais...

Alimentação Escolar. Foto Thiago MarthendalCom a proposta de incentivar uma cultura nutricional e ambiental para os estudantes desde os anos iniciais do ensino fundamental, a Secretaria de Estado da Educação investiu R$ 126.292.129,10 na alimentação escolar em 2017. Por meio do Programa Estadual de Alimentação Escolar (Pnae), que contribui para a formação de hábitos alimentares saudáveis e mostra o caminho para o desenvolvimento sustentável, a agricultura familiar também ganhou força.

Neste ano foram assinados contratos com 30 Cooperativas de Agricultores Familiares para fornecimento de gêneros alimentícios para a alimentação escolar dos mais de 504 mil alunos da Rede Estadual de Ensino.

A compra de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar para a alimentação escolar é uma exigência da Lei Federal 11.947 de 2009, que requer que pelo menos 30% dos recursos repassados pelo Governo Federal, para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), sejam investidos pelo Estado na compra de produtos diretamente da agricultura familiar. “Graças ao trabalho da equipe da Secretaria, hoje Santa Catarina ultrapassa essa cota, com a compra de cerca de 40% dos agricultores familiares. O Estado é referência nacional e tem sido exemplo para implantação dessa prática em outros estados brasileiros”, explica o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps.

Leia mais...

Workshop setorial da educação faz parte do Plano de Desenvolvimento de Santa Catarina 2030. Foto Thiago Mathendal SEDEm 2017 foram definidos os objetivos da educação catarinense até 2030. Em julho foi realizado no Instituto Estadual de Educação (IEE), em Florianópolis, o Workshop Setorial da Educação, que faz parte do Plano de Desenvolvimento de Santa Catarina 2030. A elaboração do Plano é coordenada pela Secretaria de Estado de Planejamento, com apoio técnico da UFSC e o evento contou com colaboração da Secretaria de Estado da Educação.

O secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, na oportunidade fez um balanço da pasta nos últimos anos e destacou que o Plano SC 2030 vai complementar o Plano Estadual de Educação. “Para desenvolver ações para a educação, precisamos saber qual rumo que o desenvolvimento do Estado vai tomar. Nosso planejamento educacional é bem feito, agora precisamos fazer a união com o de desenvolvimento”, destacou.

O workshop, que contou com a participação de representantes de diversas entidades ligadas à área da educação, foi baseado no Plano Estadual de Educação para os anos de 2015 a 2024. Após a apresentação do plano, do detalhamento do desempenho recente e das atividades a serem realizadas na área da educação catarinense, os participantes formaram mesas de discussões e construíram os objetivos estratégicos para o Plano SC 2030, sendo eles:

Leia mais...

Aluna da EEB João XXIII representa o Estado no Programa JovemA estudante Vanessa Loss Secchi, do 3º ano do ensino médio, da EEB João XXIII, de Maravilha esteve em Brasília vivenciando os trabalhos dos senadores. Vanessa conquistou o 1º lugar do estado de Santa Catarina na 10ª edição do Concurso de Redação do Programa Jovem Senador com o tema Brasil plural: para falar de intolerância. Os estudantes participaram do dia 27 de novembro à 2 de dezembro dos trabalhos, com sessão de posse dos jovens senadores, votação das sugestões de lei do Programa Jovem Senador entre outras atividades. No total 27 estudantes do Brasil que representavam os 26 estados e o Distrito Federal atuaram como jovens senadores em Brasília. 

A orientadora e professora de língua portuguesa e literatura, Solange Puntel, que também acompanhou a estudante Vanessa, destaca a importância dessa participação a nível nacional. “Além da oportunidade de conhecer a realidade dos demais estados e do conhecimento que adquirimos com cursos e palestras que participamos, foi possível conhecer e entender o trabalho dos bastidores do senado e isso nos fez compreender melhor sobre os trabalhos realizados”, explica a professora.


Vanessa Loss Secchi Programa Jovem SenadorPara a estudante Vanessa a experiência foi enriquecedora. “Foram dias de muito aprendizado, conhecemos os colegas jovens senadores e as diferentes culturas de suas regiões, vivenciamos na prática o trabalho dos senadores, conhecendo realmente como tudo acontece na casa legislativa. Para a próxima edição do concurso vou incentivar os alunos a participarem, foi uma oportunidade incrível e uma grande experiência”, afirma Vanessa.

Nesta edição, foram apresentadas ao projeto aproximadamente 154 mil redações em todo o país, mais de 10 mil professores apoiaram o programa e mais de 2000 escolas foram envolvidas.

A orientadora e professora de língua portuguesa e literatura, Solange Puntel, que também acompanhou a estudante Vanessa, destaca a importância dessa participação a nível nacional. “Além da oportunidade de conhecer a realidade dos demais estados e do conhecimento que adquirimos com cursos e palestras que participamos, foi possível conhecer e entender o trabalho dos bastidores do senado e isso nos fez compreender melhor sobre os trabalhos realizados”, explica a professora.

Para a estudante Vanessa a experiência foi enriquecedora. “Foram dias de muito aprendizado, conhecemos os colegas jovens senadores e as diferentes culturas de suas regiões, vivenciamos na prática o trabalho dos senadores, conhecendo realmente como tudo acontece na casa legislativa. Para a próxima edição do concurso vou incentivar os alunos a participarem, foi uma oportunidade incrível e uma grande experiência”, afirma Vanessa.

Nesta edição, foram apresentadas ao projeto aproximadamente 154 mil redações em todo o país, mais de 10 mil professores apoiaram o programa e mais de 2000 escolas foram envolvidas.

alunos 1O número de estudantes do ensino médio chegou a 174 mil nas escolas estaduais em 2017. Os resultados positivos foram frutos dos inúmeros projetos que estão dentro das modalidades oferecidas em Santa Catarina, entre elas o Ensino Médio regular, Ensino Médio Profissionalizante (EMIEP), Ensino Médio Inovador (EMI) e Ensino Médio Integral em Tempo Integral (EMITI) ofertadas em cerca de 800 unidades da rede.

Com a diretriz de oferecer oportunidades de construção conjunta de uma educação que valoriza o aprendizado de conteúdos tradicionais, 2017 ampliou a oferta com o Ensino Médio Integral em Tempo integral, finalizando o ano letivo com bons resultados. Ao todo foram atendidos 1.139 alunos em 15 escolas catarinenses. “Do ponto de vista pedagógico, tivemos um resultado fantástico, tendo como base a melhora da média dos alunos, nos projetos integradores que estão sendo feitos, inclusive mudando a realidade da escola. O que ajudou a dobrarmos o número de escolas em tempo integral em 2018, passando de 15 para 34”, destaca o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps.

Leia mais...

Willian Vinícius de Oliveira conquistou medalha de ouro na OBMEPO aluno do 9º ano do ensino fundamental Willian Vinícius de Oliveira foi premiado com medalha de ouro na 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Com 15 anos de idade, é estudante da EEB Léa Maria Aguiar Lepper, no bairro Saguaçú, em Joinville. Em 2016, a unidade também se destacou na avaliação no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) com o objetivo de estimular o estudo da matemática e revelar talentos, a OBMEP oferece 500 medalhas de ouro para alunos de escolas públicas. Em 2015, Oliveira havia sido contemplado na mesma competição com a medalha de prata. Além das horas dedicadas diariamente aos estudos, Oliveira faz curso de administração e já participou do Programa de Iniciação Científica (PIC), oferecido aos medalhistas da Obmep.

Leia mais...

tabela periódicaCom o objetivo de transformar a aula de Química, em especial o conteúdo da Tabela Periódica, mais atrativa para os alunos do 1º ano do Ensino Médio Inovador (EMI) da EEB Sóror Angélica, a professora Sandra Poletti propôs uma atividade diferenciada, de forma lúdica e comestível.

Sob a supervisão da professora, os estudantes confeitaram 118 cupcakes e os decoraram com pasta americana colorida para melhor identificação e separação dos grupos e famílias dos elementos químicos da tabela. A técnica facilita o aprendizado e torna a aula divertida.

A professora explica que se trata de “uma estratégia que encontrou para desmistificar que a Química é uma ciência “carrancuda” como é conhecida, e provar que o aprendizado da disciplina pode ser fácil e divertido", conta, além de ressaltar que os alunos foram muito bem receptivos com a atividade, já que saíram de um modelo padrão de aprendizado colocando literalmente a mão na massa.

Leia mais...

A iniciativa foi da segunda professora Sozi Meri Volgel que acompanha o aluno há dois anos

DSC 0065Luiz Fernando Barros Fernandes, portador da Síndrome de Down, tem 13 anos, e é estudante do 7º ano da Escola de Educação Básica (EEB) Irineu Bornhausen. Inspirado no forte, valente e verde personagem de quadrinhos, Hulk, ele expressa os sentimentos e o olhar sobre o mundo através de desenhos e histórias, o que resultou no Meu livro de Contos. O dia do lançamento foi de prestígio e autógrafos ao lado da professora Sozi Meri Volgel. 

A iniciativa é resultado do projeto Sou um escritor com Síndrome de Down, da segunda professora Sozi, que desde 2016 acompanha e incentiva o aluno a escrever histórias por meio de desenhos. “Busco instigar a criatividade, a imaginação e também a desenvolver a coordenação motora dele”, diz. 

Um dos primeiros desenhos chamou atenção da professora e surgiu a ideia do livro.  “Ele pintou um dinossauro todo colorido e fui estudar para saber o que poderia significar esse olhar, que por fim, é a forma dele se ver no mundo: uma pessoa diferente”, conta a professora.

Leia mais...

Governo de Santa Catarina | Secretaria de Estado da Educação
Rua João Pinto, 111 | Centro | Florianópolis | SC | CEP 88010-410
Telefone: (48) 3664-0000
Horário de Funcionamento: das 12 às 19 horas
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com

Desenvolvimento:  logo ciasc rodape | Gestão do conteúdo: SED | Acesso restrito