TwitterFacebookYoutubeInstagram

A expectativa é que escolas de todo o Estado participem do movimento contra o mosquito

04-03 Dengue - pqnaNa próxima semana o combate contra a dengue se intensificará nas escolas estaduais catarinenses com a Semana Saúde na Escola, promovida pela Secretaria de Estado da Educação, por meio de uma parceria do Ministério da Educação com o Ministério da Saúde. O tema, que envolverá mais de 550 mil alunos da rede estadual, será Comunidade Escolar Mobilizada Contra o Aedes aegypti, com objetivo de conscientizar e mobilizar os estudantes contra a proliferação do mosquito transmissor da Dengue, Zika vírus e Chikungunya.

A Semana Saúde na Escola terá entre suas atividades debates em sala de aula, palestras com representantes da Secretaria de Estado da Saúde e Defesa Civil, elaboração de cartazes com dicas de prevenção e sintomas provocados pelo vírus, além da mobilização pela escola com os estudantes e educadores.

Na quarta-feira, 9, terá o Dia D programado como um dia especial, para que se sensibilize além dos alunos, mas também os funcionários e professores da escola e a comunidade, onde juntos irão rastrear possíveis focos do mosquito na escola e redondezas.

De acordo com a coodenadora do Programa Saúde na Escola da Secretaria de Estado da Educação, Rosimari Koch Martins, é de extrema relevância para os estudantes catarinenses o trabalho que será desenvolvido nas escolas na próxima semana. “É de suma importância à educação trabalhar com esse tema para formação consciente dos estudantes, juntamente para a prevenção e promoção da saúde, multiplicando os resultados positivos”, afirma.

A missão de combater o mosquito da dengue será complementada ao longo do ano com atividades extracurriculares. A ideia é que os estudantes tornem como hábito os cuidados para evitar a propagação do mosquito e também ajudem a conscientizar fora do ambiente escolar, principalmente em suas casas, assim contribuindo para o bem-estar de todos.

Para a coordenadora do Programa Saúde na Escola da Secretaria de Estado da Saúde Léa Regina Gonçalves, a integração dos Ministérios da Saúde e Educação possibilita a integração da escola com as famílias. “Essa participação da escola e da família garante um envolvimento de conscientização muito mais abrangente, nos ajudando a atingir o foco de mobilização maior”, finaliza.