TwitterFacebookYoutubeInstagram

18-03 alimentação escolar - pqnaCom a proposta de fortalecer a política de alimentação escolar, a Secretaria de Estado da Educação inicia na próxima segunda-feira, 21, a primeira Formação Continuada de Educação Alimentar e Nutricional. O curso está previsto no Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de Santa Catarina para o período 2014/2019 e será realizado a distância, em uma plataforma virtual. Participam da formação 150 professores e 36 supervisores ou integradores de Alimentação Escolar.

De acordo com o diretor de Apoio ao Estudante, Osmar Matiola , o programa será permanente, focado em atividades educativas que passam a incorporar o currículo das escolas de forma interdisciplinar e transversal. As orientações deverão constar dos Planos de Gestão do diretor da escola e descritas nos Projetos Político-Pedagógicos (PPP). “Esse é um grande passo para a alimentação escolar catarinense, pois o intuito é trabalhar além do ambiente escolar, fazendo com que os alunos levem novos hábitos alimentares para casa”, explica.

A plataforma virtual é complementada com aulas explicativas via slides, exercícios, palavras cruzadas e enquetes que os professores deverão utilizar para a conclusão de cada uma das quatro etapas. Durante o curso, de 40 horas, o professor fará um projeto para ser aplicado na sua escola. As experiências e práticas exitosas serão postadas diretamente pelas unidades escolares, para servirem de exemplo e inspiração para implantação em outras escolas.

Para a coordenadora de Educação Alimentar e Nutricional da SED, Gladys Milanez, a intenção é que os projetos sejam eficazes para que os alunos incorporem hábitos saudáveis, por meio de boas práticas educacionais. “Queremos subsidiar as Gereds e as escolas com informações para que tenham autonomia nas ações relacionadas a alimentação e nutrição, de acordo com a sua realidade local e as características regionais. Desta forma, estaremos contribuindo com o fortalecimento da educação e nutrição dos nossos alunos”, destaca.

Ao longo de todo o curso os educadores terão acompanhamento das tutoras das áreas de tecnologia, Fátima Cechinel, e de Alimentação Escolar, Henriette Roesel Corrêa, Márcia Lúcia Clemente e Vilma Luiza Araújo.  

Educação Alimentar e Nutricional (EAN)

Segundo a Resolução n.26/2013, Fundo Nacional de Desenvolvimento Educacional (FNDE) Educação Alimentar e Nutricional (EAN) é o conjunto de ações formativas, de prática contínua e permanente, transdisciplinar, intersetorial e multiprofissional, que objetiva estimular a adoção voluntária de práticas e escolhas alimentares saudáveis que colaborem para a aprendizagem, o estado de saúde do escolar e a qualidade de vida do indivíduo.

A SED instituiu a Portaria nº16 de 25/05/2015 que trata das orientações para a implantação da Educação Alimentar e Nutricional nas Escolas de Educação Básica da rede pública estadual de Santa Catarina.

A Formação Continuada em Educação Alimentar e Nutricional trabalha os eixos prioritários da Portaria nº 16, bem como, as responsabilidades quanto à implementação da EAN, a serem partilhadas entre as escolas e as Gerências Regionais de Educação (Gereds), por meio da Supervisão e dos Integradores de Alimentação Escolar.