TwitterFacebookYoutubeInstagram

WhatsApp Image 2019 11 28 at 14.24.02Assistentes de educação (AEs) de 40 Centros de Educação de Jovens e Adultos (CEJAS) da rede estadual de ensino estiveram reunidos nesta quinta-feira (28), em Florianópolis. Eles participam do curso de formação para a padronização dos novos fluxos na emissão de Certificação e/ou Declaração de Proficiência do Exame Nacional para Certificação de Competência de Jovens e Adultos (ENCCEJA).

O objetivo do ENCCEJA é fornecer a certificação de Ensino Fundamental e Médio para pessoas que não cumpriram as etapas em idade própria. Até agora, a Certificação e/ou Declaração de Proficiência era emitida somente pela Coordenação de Documentação Escolar, da Gerência de Políticas Educacionais (GEPOE), vinculada à Diretoria de Planejamento e Políticas Educacionais (DIPE), da Secretaria de Estado da Educação (SED). A partir de 2020, com o processo descentralizado, essa tarefa passa a ser responsabilidade dos CEJAS, com a supervisão da SED.

Entre as vantagens, estão a desburocratização e agilidade aos requerentes e, por consequência, uma maior facilidade ao acesso ao mercado de trabalho para essas pessoas. Para se ter uma ideia da demanda que a Certificação e/ou Declaração de Proficiência representa, entre janeiro e novembro de 2019 foram emitidos 5.445 documentos.