TwitterFacebookYoutubeInstagram

Capa 2020 1Um gesto de reconhecimento
Para aqueles que consagraram sua criatividade
Mostraram seu conhecimento
E venceram na atividade

Em verso, prosa, frase, imagem e som: essas foram maneiras utilizadas pelos estudantes brasileiros para contarem uma história e concorrerem na 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa. Três alunas da rede pública de ensino catarinense tiveram seus trabalhos publicados no E-book que reúne 135 textos dos finalistas da competição. Ao todo, 711 escolas estaduais foram inscritas na Olimpíada que teve como tema “O lugar onde vivo”.

Isabelly dos Santos, aluna da EEB Deputado João Custódio da Luz, de Rio do Sul, chegou à final na categoria Crônica, onde concorrem estudantes de 8º e 9º anos do Ensino Fundamental. A jovem conta a história de uma velha e famosa árvore de sua cidade que foi destruída por um caminhão. A estudante, orientada pela professora Daniela Thibes dos Santos, termina seu texto demonstrando a saudade que ainda sente: “Admirada, agora observo da janela da minha casa aquele cenário novo, sem a majestosa, sentindo falta de ver a minha velha amiga que costumava contemplar, da árvore que intitulou o meu bairro, que embelezava, purificava o ar e guardava a história do lugar onde vivo”.

Heloisa Della Justina e Vitória Maria Schwan Bonfim, da EEB São Ludgero, concorreram na categoria Documentário, que engloba alunos de 1ª e 2ª séries, e tiveram a sinopse da produção publicada no e-book. As meninas trazem como tema o abuso sexual, com o recorte da cidade de Braço do Norte, município catarinense em que os índices preocupam. O trabalho, orientado pela professora Giseli Fuchter Fuchs, visa dar atenção aos casos de abuso que acontecem fora dos grandes centros.

Para saber mais sobre essas histórias, clique aqui.

A Olimpíada

A Olimpíada de Língua Portuguesa tem o objetivo de apoiar os professores da rede pública no aprimoramento das práticas de ensino de leitura e escrita, permitindo aos professores a ampliação de repertório devido à formação e aos materiais didáticos.

A sexta edição da competição contou com a participação de 4.876 municípios, 42.086 escolas inscritas, 85.908 professores, 171.035 inscrições e mais de 5 milhões de alunos participantes das oficinas de leitura e escrita realizadas para a produção dos textos das categorias poema, memórias literárias, documentário, crônica e artigo de opinião. Em Santa Catarina, 259 municípios e 1.659 escolas de toda a rede pública participaram com o total de 2.816 professores e 6.696 alunos inscritos.