TwitterFacebookYoutubeInstagram

capa site campanha Educação SCHá mais de 80 dias, os alunos da rede estadual de ensino de Santa Catarina estão realizando atividades não presenciais, em função do isolamento social causado pela pandemia do Coronavírus. Ao longo desse período, a Secretaria de Estado da Educação (SED) já constatou uma diminuição na frequência de realização das atividades, especialmente entre os alunos do Ensino Médio. A necessidade de isolamento social modificou também a rotina das famílias e alterou o processo pedagógico dos professores, acarretando, em alguns casos, uma sobrecarga de trabalho a esses profissionais. Tendo em vista todos esses fatores, a SED lança nas redes sociais a campanha “Cada um na sua casa. Todos presentes na Educação”.

A campanha é relevante neste momento para que esses três públicos da rede estadual, alunos, familiares e professores, continuem engajados para alcançar um ensino de qualidade, como explica o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni: “Estamos buscando com a campanha reforçar a responsabilidade dos três públicos neste período de isolamento para as ações não presenciais, enquanto as aulas continuam suspensas. É importante que cada um faça sua parte, para que possamos dar conta do desafio das atividades letivas de 2020, fazendo o melhor pela educação no Estado de Santa Catarina”.

Para se comunicar com os diferentes públicos, a campanha prevê uma série de ações para as redes sociais da Educação SC, incluindo Facebook, Instagram, Youtube e site. Serão feitas postagens de vídeo e cards de conscientização para a comunidade escolar, notícias sobre o tema para o site, transmissões ao vivo com profissionais de áreas específicas e envio de recomendações para quem atua junto à rede estadual de ensino. As ações acontecerão entre os meses de junho e julho. Você pode acompanhar as redes sociais @educacaosc e interagir. Veja a agenda de transmissões abaixo e programe-se.

Protagonismo do aluno
No que se refere aos estudantes, o objetivo é estimular os jovens do Ensino Médio a continuarem realizando as atividades escolares diariamente, seja de forma on-line ou impressa, exercendo o seu direito à educação e praticando a autorresponsabilidade. Isso por que as aulas presenciais permanecem suspensas até o dia 2 de agosto, de acordo com o Decreto nº 630/2020. “Esperamos que nossos alunos assumam seu protagonismo no processo de aprendizagem neste período diferenciado e busquem manter o vínculo com a escola através das atividades e ferramentas que disponibilizamos”, pontua a diretora de Ensino da SED, Zaida Rabello.

Participação dos pais
Em relação às famílias, a campanha visa aproximar os pais de seus filhos, já que é a presença dos familiares no dia a dia dos alunos, que faz a educação acontecer em tempo de isolamento social. A família não deve ocupar o lugar do professor, mas deve estimular, disciplinar e apoiar a criança ou jovem na organização da rotina de estudos.

Saúde dos professores
Ao mesmo tempo em que as rotinas familiares foram alteradas repentinamente, o dia a dia do professor também se modificou com o trabalho remoto e com a elaboração de atividades escolares não presenciais. Com o objetivo de minimizar os riscos psicossociais ocasionados por essas mudanças, a SED alerta os servidores da educação sobre os cuidados com a sua saúde física e mental. É a presença, ainda que virtual, do professor, que faz a educação seguir adiante nesse momento, por isso a importância de manter a organização e atender às demandas, sem descuidar de seu bem-estar e saúde. Como afirma o diretor de Gestão de Pessoas da SED, Marcos Vieira, a figura do professor é fundamental, sobretudo neste momento de isolamento social em que vivemos. “Com essa campanha, pretendemos destacar para todos os profissionais da educação de Santa Catarina a necessidade de uma organização e gerenciamento do tempo, visando a manutenção da saúde e seu bem-estar”, avalia. Nesse sentido, a SED, em parceria com a Secretaria de Administração (SEA) e a Defesa Civil, vai ofertar em suas redes sociais duas transmissões ao vivo voltadas à saúde dos servidores da educação (acompanhe abaixo o calendário).

Agenda de transmissões ao vivo:
@educacaosc (Facebook e Youtube da SED)

Live com Psicóloga RafaelaDia 30/06, às 18h: Live com a psicóloga da Secretaria de Estado da Administração (SEA), Rafaela Trevisan*, sobre Saúde Mental, para profissionais da Educação.

Dia 07/07: Live com o professor de matemática da rede estadual, Dagoberto Cipriano Filho*, sobre Organização de estudos, para estudantes.

Dia 14/07: Live com a psicóloga da Secretaria de Estado da Administração (SEA), Rafaela Trevisan, sobre Gestão do Tempo, para profissionais da Educação.

Dia 21/07: Live com o professor de matemática da rede estadual, Dagoberto Cipriano Filho, sobre Matemática e suas linguagens, para estudantes.

Currículos dos profissionais

*Rafaela Trevisan
Psicóloga perita da Diretoria de Saúde do Servidor (Secretaria de Estado da Administração), desde 2006. Doutoranda em Psicologia pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia da UFSC, mestra em Psicologia pela mesma universidade. Possui graduação em Psicologia pela UFSM (2005), pós-graduação (especialização) em Psicologia Social e Institucional pela UFRGS (2008).

*Prof. Dagoberto Cipriano Filho
Formado em Matemática pela PUC-RS com especializações em Metodologia do Ensino da Matemática e da Física, Gestão Escolar e Educação em Tempo Integral, é professor de efetivo Matemática na rede estadual de ensino desde 2014, trabalhando este ano como professor orientador do Laboratório de Matemática na E.E.B. Maria Rita Flor, em Bombinhas. Atua também atua como professor de Matemática, Física e Raciocínio Lógico em cursos preparatórios para concursos públicos e vestibulares em Santa Catarina. Desde 2015 comanda o canal Matemática & Cia, no YouTube, atuando também como produtor de materiais e especialista no site Passei Direto, a maior rede online de estudantes do país.

Regime especial de atividades
A Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina (SED) estabeleceu no início de abril um sistema de trabalho para que professores e alunos da rede possam realizar atividades não presenciais durante o período de suspensão das aulas. As ações coordenadas compõem uma plataforma com diferentes canais de comunicação, ferramentas pedagógicas e procedimentos para alcançar, com a maior abrangência possível, o universo dos cerca de 540 mil alunos de escolas estaduais. Essas atividades devem integrar a carga horária mínima anual prevista na Lei de Diretrizes e Bases (LDB) e atendem a resolução do Conselho Estadual de Educação (CEE nº 009), que dispõe sobre o regime especial de atividades escolares não presenciais no Sistema Estadual de Educação de Santa Catarina, para o cumprimento do calendário letivo de 2020.

Outra resolução, aprovada esta semana, abre a possibilidade de manter as atividades escolares não presenciais até o dia 31 de dezembro de 2020 na rede pública e particular de Santa Catarina, de forma excepcional, podendo haver alteração de acordo com as orientações das autoridades sanitárias. O objetivo é garantir a segurança necessária para a oferta do ensino remoto no período da pandemia. O documento também autoriza o sistema híbrido de ensino, combinando atividades presenciais e não presenciais, de acordo com as condições de cada estabelecimento de ensino e respeitando os protocolos recomendados pelas autoridades oficiais de saúde.