TwitterFacebookYoutubeInstagram

Formações 2Enquanto implementava as atividades não presenciais, a SED também elaborou formações com os professores sobre as novas ferramentas e orientações pedagógicas para o ensino durante a pandemia. Como resultado das capacitações, 30 mil professores trabalharam ativamente durante o ano na plataforma on-line, equivalente a 96% de participação entre os docentes. Os docentes sem acesso à internet usaram o espaço das escolas, seguindo os cuidados sanitários, para conseguir elaborar as atividades. O engajamento dos professores reflete nas 4,41 milhões de atividades publicadas na plataforma on-line ao longo do ano.

Ciclos de formação para orientações pedagógicas durante a pandemia

Transmitidas ao vivo pelo YouTube, as formações tiveram mais de 1,3 milhão de acessos e oportunizaram um ambiente de conversa sobre como adaptar o plano de ensino para as atividades não presenciais e como aproveitar ao máximo as ferramentas disponíveis no Google Classroom. As capacitações tiveram a participação de professores especialistas nas áreas debatidas.

O primeiro ciclo de capacitação teve 28 transmissões ao vivo entre abril e maio, somando 40 horas de formação, e certificou 20.426 professores da rede. O segundo ciclo teve a participação de 5 mil professores do Ensino Fundamental em mais 28 webinars entre agosto e novembro, com 40 horas de formação e foco na implementação do Currículo Base da Educação Infantil e Ensino Fundamental do Território Catarinense.

Campanha para acolher professores e alunos

Outra ação da SED de acolhimento e formação dos professores e também dos alunos foi a campanha “Cada um na sua casa. Todos presentes na Educação”. Com objetivo de manter professores, pais e alunos engajados nas atividades não presenciais, foram promovidas ações de cuidado com as habilidades sociemocionais dos professores no período de pandemia, incluindo uma live com psicóloga sobre saúde mental, e de organização de estudos com foco nos alunos da rede.

Seminários para elaboração do Currículo Base do Ensino Médio do Território CatarinenseCampanha

Mesmo com a pandemia, o Currículo Base para o Ensino Médio foi elaborado em 2020 por 332 profissionais de educação, sendo 254 professores da rede estadual, que formaram grupos de trabalho on-line para concluir o documento. O currículo será efetivado na rede estadual a partir do próximo ano letivo. Outro documento produzido pela rede em conjunto com os municípios é o Plano Estadual de Alfabetização, atualmente em fase de revisão.

Ainda foi implementado em 2020 o Currículo Base da Educação Infantil e Ensino Fundamental do Território Catarinense, formulado no ano anterior por mais de 500 educadores no Estado e em colaboração com redes municipais.

Realização do Seminário Internacional de Educação na e pós pandemia

Com apoio do Sebrae e do Instituto Ayrton Senna, a SED organizou um seminário internacional para abordar o contexto da educação durante e após a pandemia de Covid-19, as competências socioemocionais, a inovação e tecnologia nas práticas educacionais e contribuir com soluções para os desafios do ensino. Foram três dias de evento com 11 palestras, sendo seis nacionais e cinco internacionais, que somaram 106 mil visualizações e 10 mil professores certificados da rede estadual.

O ano ainda teve a capacitação para Gestão Escolar, com os diretores e da equipe gestora de todas as unidades escolares da rede estadual, e uma formação para os professores sobre o Novo Ensino Médio, considerando a expectativa de implementação do modelo em todas as escolas da rede em 2022.

49552097251 977e1e8a93 c1Investimento recorde de R$ 264,3 milhões no Programa Uniedu

Ao sair do Ensino Médio e ingressar no Ensino Superior, os estudantes de Santa Catarina recebem o incentivo do Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina (Uniedu). O Uniedu agrega todos os programas de atendimento aos estudantes da educação superior, fundamentados pelos Artigos 170 e 171 da Constituição Estadual. São bolsas para graduação e pós-graduação, incluindo modalidades para licenciaturas e especializações para a formação de professores.

No ano com o maior número de estudantes inscritos na história do programa, 87.651, o Governo do Estado ampliou o Uniedu para beneficiar ainda mais alunos. Foram R$ 264,3 milhões investidos em 2020, maior valor na história do programa, contemplando cerca de 37 mil estudantes. O valor investido neste ano é 42% maior que em 2019, quando houve a execução de R$ 185 milhões, e 175% superior ao ano de 2018.

Leia também:

.: BALANÇO 2020: Educação incorpora tecnologia ao ensino, entrega 221 ônibus para o transporte escolar e tem investimento recorde no Uniedu
.: EDUCAÇÃO INOVADORA: Incorporação da tecnologia ao ensino e implementação do Novo Ensino Médio e modelo cívico-militar
.: INFRAESTRUTURA ESCOLAR: Investimento em obras de reforma e criação de até 3,6 mil vagas com novas escolas
.: GESTÃO TOTAL: Ampliação do sistema de inteligência de dados, repasse de R$ 17 milhões para despesas com o CPESC e nova chamada de efetivos
.: ALÉM DA ESCOLA: Renovação de 150% da frota do transporte escolar desde o início da gestão